ATI e o lixão


ATI

ATI

A ATI é a Agência Estadual de Tecnologia da Informação do Estado de Pernambuco. Um órgão que foi criado para padronizar e organizar a TI nas secretarias do estado e tentar manter os dados e informações centralizadas e em poder do governo do estado.

Sempre fui curioso por conhecer as instalações da ATI, por sua importância no cenário estadual no que se refere a Tecnologia. E eis, que surge a oportunidade: um curso de ITIL, que foi organizado pela RS2 em parceria com a ATI.

Fui com alguns colegas do trabalho. O lugar é fácil de ser achado, no bairro de São José no Recife, nas margens do Rio Capibaribe, logo do lado da Casa da Cultura. Difícil foi acreditar ao ver a entrada do prédio para visitantes, um verdadeiro lixão instalado nos portões da ATI.

ATI-PE

Frente do Prédio da ATI-PE para visitantes

O prédio é antigo, onde era a antiga REFESA. Com boa parte da estrutra em condições precárias (com goteiras, sem pintura, iluminação, etc e etc), as salas dos funcionários estão organizadas e com cara de escritório, mas deixa muito a desejar para um datacenter daquele porte.

Mais o que mais nos impressionou foi a terrível situação da entrada para visitantes (ilustrada nas fotos abaixo). Como a ATI fica na frente de uma favela (conhecida como Papelão), os moradores jogam o lixo na calçada e a prefeitura deve ter esquecido de mandar o caminhão do lixo passar por lá…

ATI-PE

Foto do Lixão da ATI

ATI-PE

Quanta sujeira!

Cadê as autoridades? Quem deve fiscalizar essa limpeza? A prefeitura? O governo do Estado? A própria ATI? O que vi foi uma situação caótica e que devia ser denunciada, pois alguém está relaxado com um lixão ao ar livre no centro de Recife.

Para efeitos de documentação. O portão da ATI utilizado pelo funcionários está 100% e fica na rua movimentada, pode ser por isso que não chamou tanto a atenção ainda.

Será que você tem algo a dizer sobre este post? Porque não deixa um comentário e continuar a conversa, ou assinar o nosso feed e receber nossos artigos em seu leitor de feed/RSS.

Comentários

Ainda não há comentários.

Deixe um comentário

(obrigatório)

(obrigatório)